5 perguntas para se fazer antes de contratar uma pesquisa salarial

4 pontos críticos sobre PLR
19/10/2018
Meritocracia X colaboração
01/11/2018

Muito mais do que uma “simples” pesquisa de salários, um parceiro nesse assunto precisa ser bem claro também em outros aspectos pertinentes à apuração de mercado. Enumeramos cinco considerações importantes que podem te ajudar no momento de decisão:

  • Base de dados ou base de currículos?

Essa distinção é relevante, porque essas duas fontes de pesquisa se diferem na sua essência. Uma pesquisa de base de dados é apoiada em informações reais de folhas de pagamento. Já as pesquisas com base de currículos dependem dos relatos de pretensão salarial e, por conta disso, podem ser especulativas.

  • A base é atualizada periodicamente?

O mercado é um organismo vivo, que depende não somente das mudanças dentro das empresas (evoluções salariais, promoções ou acordos coletivos), mas também das oscilações políticas, tendências de negócio, oferta e demanda etc.

  • Além de salário base, o que devo esperar dos resultados da pesquisa?

Uma boa pesquisa de mercado não oferece apenas dados salariais. Quando há um time de especialistas envolvido, as análises vêm com informações de práticas de benefícios, ICP e muitos outros recursos estratégicos.

  • Há um trabalho de job matching que considere sua estrutura?

Além de tudo o que já mencionamos, é importante que a pesquisa entenda a estrutura de cargos da sua empresa para fazer a conexão adequada com o mercado. Mesmo porque, não é apenas a nomenclatura do cargo que define o matching, é necessário entender as responsabilidades e o nível da posição.

  • A consultoria usa dados do CAGED?

Os dados do Governo envolvem um trabalho bem minucioso de análise e podem ser, com certeza, utilizados como fonte de pesquisa. Porém, essas informações são consolidadas por meio da classificação do CBO, informada pelas empresas. O problema é que, normalmente, um CBO abrange diversos cargos e isso pode diminuir a precisão dos resultados.

Uma boa pesquisa salarial também precisa considerar segmentos e regiões. Nós escrevemos mais sobre isso nesses dois textos:

Mercado regional impacta salários

Guia de Pesquisa Salarial

Temos também um webinar sobre Gestão de Pesquisas Salariais. Confira clicando aqui. É gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Assine a nossa newsletter

X