rh

Qual é o perfil do profissional de RH?

Para entender quais são as características do RH, desenvolvemos o infográfico abaixo, confira:

Na semana em que comemoramos o dia do Profissional de Recursos Humanos, queremos te propor um exercício. Você topa, RH?

Separe alguns minutos e puxe na memória: quem era você, há alguns anos? Quais eram seus interesses, sonhos e anseios? O que te motivava, te fazia levantar todos os dias com vontade de ir mais além? Agora pense no momento atual. Talvez seu estado civil esteja diferente, pode ser que tenha filhos, sobrinhos, um novo bicho de estimação, conheceu novos lugares e pessoas, mudou de emprego…

Tudo isso fez de você uma nova pessoa, com interesses, sonhos e anseios diferentes daqueles que te moviam antes. Seu perfil pessoal é outro por conta das mudanças que foi vivenciando neste período e, provavelmente, o mesmo aconteceu com o seu perfil profissional, certo?

O tempo passa e não acompanhar as transformações é o mesmo que perder oportunidades de evoluir, afinal, estagnar não é uma opção para quem quer progredir em qualquer aspecto da vida.

Em um passado não tão distante, as principais atribuições de um profissional do setor de RH estavam voltadas para a administração de competências nas áreas técnicas internas, como gestão de pessoas e benefícios, conhecimento da legislação trabalhista, além da coordenação das atividades de treinamentos, planejamento, recrutamento e seleção. Ao longo das décadas, o perfil do profissional de RH passou por importantes mudanças!

Assim, outras atividades foram somadas e uma atuação mais estratégica também passou a ser exigida. E ainda que o profissional de RH continue sendo visto como a figura responsável por “colocar a casa em ordem”, ele ganhou uma responsabilidade a mais: trazer valor ao negócio por meio do desenvolvimento de pessoas. Ele agora precisa fazer parte do core business e é parte fundamental do sucesso da organização.

Esta preparação para assumir um papel mais estratégico exigiu uma movimentação do profissional de RH.

Mas o que efetivamente mudou? Se hoje pudéssemos fazer um raio-x dele, desenhar seu perfil, como ele seria?

Para compilar algumas destas mudanças e entender em que etapa desta transformação o RH está hoje, fizemos um estudo envolvendo 3 mil profissionais de 1 mil empresas do país, que responderam questões sobre capacitação, treinamento, benchmarking e outras determinantes que possibilitam que o profissional assuma esse papel de agente de mudanças. O infográfico, apresentado anteriormente, traz alguns dados desse levantamento

Link Title

Receba nossos materiais e publicações

Carreira Muller | Construindo Sentidos

3 Comments
  • Edson Olivé Fernandes
    2 de junho de 2017 at 11:54  - 

    O estudo mostra dois dados que parecem discrepantes, 91% dos entrevistados afirmam estar se capacitando, mas apenas 50% afirmam dedicar somente 1h por semana aos estudos. Isso pode significar que os profissionais não estão de fato se capacitando, porque dedicar apenas 1h por semana aos estudos me parece muito pouco.

    • Edson Olivé Fernandes
      2 de junho de 2017 at 12:06  - 

      Desculpe, uma correção em meu comentário, favor substituir por este:

      O estudo mostra dois dados que parecem discrepantes, 91% dos entrevistados afirmam estar se capacitando, mas 38%, o que não é pouco, afirmam dedicar somente até 5h por semana aos estudos, ou seja, pouco tempo de estudo para uma parcela grande de pessoas, e apenas 2,8% dedicam até 10h ou mais por semana, mas 91% afirmam estar se capacitando. Isso pode significar que os profissionais não estão de fato se capacitando como responderam, porque afinal, 2,8% dos entrevistados dedicando até 10 ou mais horas aos estudos por semana aos estudos me parece muito pouco.

      • Carreira Muller
        5 de junho de 2017 at 14:27  - 

        Olá Edson!

        Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer pela sua contribuição! Comentários assim sempre nos ajudam a crescer e debater temas importantes para o dia a dia do RH.

        Ao separar os dados para o infográfico, tomamos o cuidado de não influenciar nenhuma forma de pensamento. Nossa intenção com esse post, é apenas fomentar a discussão sobre o perfil do profissional de RH, apresentando as informações de mercado que levantamos com o nosso time de pesquisa.

        No entanto, diante do seu comentário, vale a pena reforçar que nós concordamos com você. Inclusive, no estudo que utilizamos como base para elaborar esse infográfico, nós salientamos que, realmente, o tempo que o profissional de RH dedica aos estudos e à capacitação é muito pouco, se compararmos com as prospecções futuras de uma área mais estratégica.

        Um dado não anula o outro, pelo contrário, eles se complementam. É uma questão de análise crítica: será que o RH está, de fato, se capacitando? Será que os profissionais têm optado por cursos mais curtos? Será que o aprendizado de idiomas tem chamado a atenção por ser um conhecimento cada vez mais necessário e com cargas horárias mais flexíveis? Cursos online, leitura de livros, webinários e workshops também garantem competências estratégicas ao RH? – ou seja, há uma infinidade de desdobramentos possíveis para a análise dos dados.

        Temos o estudo completo sobre esse assunto e nós gostaríamos de compartilhá-lo com você! Através desse link, é possível acessar o conteúdo: http://conteudo.carreira.com.br/perfilrh2014

        Nos colocamos à disposição para continuar batendo um papo sobre isso. O tema é bem enriquecedor!

Comments are closed.