3 reflexões para montar uma estratégia de variáveis de vendas

Em nosso estudo de Práticas Comerciais 2021, lançamos uma pergunta: quem recebe variáveis de vendas? Nosso levantamento apontou que, além dos Vendedores, alguns níveis de gestão também estavam diretamente ligados aos pagamentos. Veja:

Fonte: estudo Práticas Comerciais 2021 – exclusivo para clientes da ConsultaSalarial®

Ao olhar para este resultado, pensamos em três reflexões que vão te ajudar a montar uma estratégia de comissionamento para seu time Comercial.

  • Colaboração ou competição?

Se as vendas, na sua empresa, dependem muito de trabalho em equipe, ou seja, que mais de uma área ou mais de um(a) Vendedor(a) atue na negociação, é preciso incentivar a colaboração.

Para fazer isso, é preciso pensar na distribuição do dinheiro. Na tabela acima, repare que 66,7% das empresas pesquisadas pagam variáveis para os Vendedores.

Porém, veja só: se o seu business for bem segmentado e necessitar do conhecimento específico de um Especialista, no processo de vendas, seria aconselhável que ambos recebessem uma fatia do resultado financeiro.

A colaboração também deve ser levada em conta se outros profissionais acabam se envolvendo nas negociações. Por exemplo, se durante um projeto, um(a) consultor(a) que atende o cliente também pode oferecer soluções e novos produtos, é interessante que esta pessoa também esteja atrelada à meta financeira.

O segredo é construir mecanismos de estímulo, entendendo a natureza do seu processo de vendas. Quando você desestimula a cooperação, porque os bônus vão somente para quem, de fato, fecha a venda – e todos os demais integrantes do time, que participaram de diferentes etapas do processo, ficam de fora – você começa a estimular uma competição não sadia.

Há negócios que funcionam muito bem neste estilo competitivo, com rankings e premiações de melhores vendedores e, por isso, não há um modelo certo e errado.

Para te ajudar a identificar se seu ambiente é de cooperação ou competição, reflita sobres as seguintes questões:

  • Qual é seu objetivo final?
  • Quão específico é seu core business?
  • Suas vendas dependem de especialistas? Você consegue formar Vendedores especialistas?
  • Quantas áreas estão, diretamente, envolvidas na venda?
  • A hierarquia pode atrapalhar a estratégia de variáveis

Nos dados que apresentamos, repare que cerca de 42% das empresas pagam variáveis aos Coordenadores e 47%, aos Gerentes.

Ainda que, dentro do processo de vendas, estes profissionais sejam peça-chave em muito segmentos – seja por questões de relacionamento ou know-how – há um ponto de observação importante, quando os níveis de Gestão se envolvem também na política de variáveis.

É muito comum, apesar de não ser o recomendado, encontrarmos empresas onde os Coordenadores e Gerentes desenham as metas do time. Esta é uma questão delicada, porque pode gerar um conflito de interesse significativo. Por isso, há empresas que optam por deixar a liderança fora da estratégia de variáveis de venda. Mais ou menos, naquela linha de “quem vigia o vigilante”, sabe?

O que vemos no mercado?

Em muitas empresas, vemos, como solução, a aplicação do pagamento de bônus aos Gerentes, definidos pela Diretoria, vinculados às metas e objetivos anuais.

  • Nem só de Messi vive o Barcelona

Sabe aquela história do time de futebol que ganha o campeonato, mas só premia o atacante? Pois bem, esta é uma discussão também quando falamos de variáveis de vendas.

Se você pensar numa visão holística do processo, as vendas que acontecem lá na ponta, passam por muitos contextos, antes mesmo de chegarem no Comercial: marketing, atendimento ao cliente, geração de conteúdo, inovação… Muitas vezes, até num processo de recompra, a experiência que a pessoa tem como cliente também garante (ou não) um novo negócio.

Percebe como, em certos contextos, recompensar só o “atacante” Comercial, prejudica todo o restante da jornada, e gera desmotivação?

“Dinheiro não é um grande motivador, mas com certeza, é um grande desmotivador.”

Esta frase pode causar certa estranheza, num primeiro momento, mas veja só: você pode dar mais e mais dinheiro para alguém, e não conseguir manter esta pessoa motivada por muito tempo. Mas, se esta pessoa percebe que um(a) colega de trabalho ganha mais que ela, quase que instantaneamente, vem a desmotivação. E esta sim, pode ser duradoura.

Com certeza, você, como RH, já se deparou com muitos exemplos disso!

Por isso, pode ser que no seu contexto e cultura, pensar em todo o processo e distribuir melhor os reconhecimentos em forma de variáveis seja muito positivo.

Os ciclos comerciais – dica extra!

A dica que daremos, a seguir, não tem relação direta com a distribuição de variáveis de venda entre os níveis, mas se você está no momento de definir ou revisar a estratégia para time Comercial, precisa prestar atenção nos ciclos de venda.

Cada empresa tem um ciclo comercial específico e o RH precisa conhecê-lo para pensar numa estratégia de variáveis assertiva.

Existem vendas que acontecem em um mês, em uma semana, em um semestre e existem vendas que acontecem num ciclo muito maior.

Agora, imagine que sua empresa tenha um ciclo de venda de três anos e você queira trabalhar com uma política de pagamento de variáveis. Como fará, ao final deste processo, para remunerar todas as pessoas que trabalharam junto nesta venda? Pode ser que algumas nem estejam mais no time, ou não tenha se envolvido até o final por algum outro motivo.

Pense na complexidade do acompanhamento dos indicadores, neste processo. Será que este é, um caso de variável em forma de comissionamento (pagamento mensal) ou de bônus (anual)?

Os ciclos definem os variáveis. Nem sempre é compensador, nem sempre é efetivo. Considere outras possibilidades de engajamento e motivação. Sobre isso, podemos falar em um outro post (se este é seu caso, e você precisa de ajuda com esse tema, comente aqui embaixo!).

O Estudo de Práticas Comerciais 2021 é destinado, exclusivamente, aos clientes da ConsultaSalarial®. Se quiser conhecer mais benefícios disponíveis dentro da nossa plataforma de Remuneração, clique aqui e torne-se um usuário free.

ESTUDO COMENTADO

Para ter mais insights sobre o tema, assista ao nosso estudo comentado – um vídeo gratuito e público, que produzimos para te ajudar! Clique na imagem abaixo:

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carreira Muller

Somos uma consultoria especialista em gestão de remuneração que, há  3 décadas, trabalha para desenvolver pessoas e negócios.

Acompanhe-nos

Confira também outros artigos

Separamos mais algumas leituras relacionadas com a publicação acima para você
se aprofundar ainda mais nos conteúdos de remuneração.

Acesso gratuito ao módulo Free da ConsultaSalarial®:

Declaro ter ciência e aceitar as condições para navegar no módulo gratuito oferecido pela Carreira Muller:

1 – Para solicitar o acesso é necessário que sejam enviados os dados requisitados no questionário de coleta. As informações recebidas serão analisadas, por parte da Carreira Muller, e o envio destas não acarretará uma liberação automática do acesso.

2 – O prazo de retorno com a confirmação ou declínio do acesso leva até 2 dias úteis.

3 – A forma de comunicação utilizada pela Carreira Muller para informar tudo o que é necessário se faz pelo endereço de e-mail informado no momento do preenchimento do formulário. Portanto, aceitando este termo você também concorda com o recebimento de nossos e-mails. Caso deseje parar de recebê-los há um mecanismo à disposição em cada e-mail disparado.

4 – Não há custo algum para que as empresas selecionadas usufruam desse módulo Free.

5 – Todo o acesso é configurado com base na Razão Social informada pelo solicitante no questionário de coleta. Portanto, se o solicitante deixar a empresa (CNPJ) base cadastrada, o acesso também é desativado.

6 – O informante dos dados se responsabiliza pela veracidade das informações disponibilizadas e pode, a qualquer momento, requisitar a baixa de seu cadastro com a consequente eliminação de todos os dados por ele informados.

7 – Todo o acesso é feito pela nossa plataforma online (www.carreira.com.br) por meio de um login e senha. O login será gerado com base no e-mail corporativo informado nos dados, considerando o tópico 1, e a senha será configurada, pelo próprio solicitante, no primeiro acesso.

8 – O solicitante declara reconhecer que a Carreira Muller é titular exclusiva dos direitos de propriedade intelectual de todo o conteúdo publicado na plataforma. Está ciente que não poderá modificar, transferir, sublicenciar, vender, ou de qualquer forma, colocar à disposição de terceiros, os materiais supra referidos, nem os serviços prestados pela Carreira Muller, a não ser que haja autorização prévia e formal da Carreira Muller, sob pena de responder pelos danos decorrentes dessa conduta.

9 – Considerando a modalidade de oferta desse serviço, a Carreira se resguarda no direito de modificar ou suspender total ou parcialmente tais serviços a qualquer momento, independentemente de notificação prévia.

Solicite seu Diagnóstico

Preencha os campos abaixo para solicitar seu diagnóstico

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Solicite uma demonstração

Preencha os campos abaixo para solicitar sua demonstração

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Fale com um consultor

Será um grande prazer retornar sua solicitação!

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Acesse nossas plataformas

Acesse nossa área de cursos

Acesse agora o Astrobee