4 pontos críticos sobre PLR

Constantemente, falamos sobre as políticas de variáveis, ou PLR e bônus, como forma de incentivar um time e possibilitar o atingimento de metas da empresa.

Dessa vez, separamos alguns pontos críticos que, quando não são bem observados, podem comprometer a eficiência da estratégia e ainda operar na contramão do propósito da empresa. Vamos lá!

1. Deixar de acompanhar o processo de atingimento de metas

Já falamos, diversas vezes, sobre como é fundamental cuidar também dos pequenos passos rumo ao alvo principal. O nadador profissional, Michael Phelps, não venceu uma Olimpíada concentrando-se apenas nas competições – ele precisou dar atenção à sua preparação, seu condicionamento físico, sua alimentação etc.

Entenda melhor essa comparação que fazemos, nesse texto aqui.

Quando os pequenos passos deixam de ser cuidados, fica difícil visualizar se os resultados continuam, de fato, atrelados à política de variável. E quando isso acontece, o ICP perde seu valor, porque a motivação deixa de vir como injeção de ânimo certeira, e passa a ser apenas o cumprimento de uma agenda.

“Um modelo de variável eficiente de verdade, traz consigo muito planejamento. Isso é mais importante que o dinheiro em si, porque, quando o ICP vira um ato de ‘pagar porque combinei’, a política cai em descrédito. A equipe deixa de ver o alvo e os passos necessários para alcançá-lo”, completa Robinson Carreira.
2. Confundir metas individuais com tarefas rotineiras

A meta precisa sempre incentivar o colaborador a buscar mais, entregar mais, dedicar-se mais. Independentemente disso, as tarefas rotineiras precisam manter o ritmo.

Entregar o habitual também contribui para o atingimento do alvo final da empresa, porém as metas é que vão diferenciar as entregas medianas das excepcionais. Elas que vão mover a equipe fora da zona de conforto.

Imagine assim, a rotina mantém o piloto no páreo da corrida, mas são as metas que garantem o gás para a última volta.
3. Basear o pagamento de variáveis somente no resultado financeiro

Nós acreditamos que o dinheiro pode ser usado como meio para o atingimento de metas, sem que necessariamente seja a estrela principal da política de variáveis.

Para compreender essa visão e saber quais outros fatores podem ser algo dos ICPs, assista a esse webinar. 

E, quando o dinheiro não é a única finalidade do plano, o pagamento também não deve se basear apenas nos números do resultado financeiro. A ideia é que o ICP não se transforme numa forma de punição: quando a empresa não atinge a meta global esperada, por exemplo, não significa que a equipe não tenha, de certa forma, se esforçado durante o período e “mereça” ser punida por isso.

O incentivo, dentro das regras estabelecidas pela política da empresa, precisa prever cenários assim e calcular a sobrevida nessas situações. Se fica combinado que, quando não há o atingimento, o PLR não é repassado ao colaborador, então a determinação precisa ser clara e bem comunicada, para não soar como retaliação ou castigo.

4. Criar metas fáceis demais ou impossíveis de serem atingidas

Medir a mão na hora de pensar nas metas é importante, porque garante a saúde do plano de variáveis. Um alvo fácil demais desvaloriza o negócio e não desafia a equipe. Do mesmo jeito que metas irrealizáveis inviabilizam todo o processo e desanimam os colaboradores.

É preciso retomar um conceito quando falamos das metas chamadas “irrealizáveis”, porque o maior problema não é estipular metas árduas, mas não saber esmiuçá-las, definir seus passos (e estes sim, devem ser completamente executáveis).

“Metas são realmente pensadas para serem um desafio. Elas precisam abalar a zona de conforto, tirar pessoas da mediana. O obstáculo é entender bem as etapas e torná-las factíveis. Feito isso, qualquer alvo fica mais claro”, explica Robinson.

O segredo é envolver mais pessoas nas tomadas de decisão. Os gerentes e coordenadores, que estão mais próximos do time e das tarefas, podem contribuir bastante!

Lembre-se, quando você compartilha desafios, as pessoas se motivam.

 

Carreira Muller

Somos uma consultoria especialista em gestão de remuneração que, há  3 décadas, trabalha para desenvolver pessoas e negócios.

Acompanhe-nos

Confira também outros artigos

Separamos mais algumas leituras relacionadas com a publicação acima para você
se aprofundar ainda mais nos conteúdos de remuneração.

Viva uma experiência inédita no Quinto dia Útil!

Participe dos bastidores do nosso podcast em uma imersão presencial, assistindo à 4 entrevistas em primeira mão, se conectando com outros profissionais da comunidade e com a chance de subir ao palco e fazer perguntas diretamente aos convidados!

Acesso gratuito ao módulo Free da ConsultaSalarial®:

Declaro ter ciência e aceitar as condições para navegar no módulo gratuito oferecido pela Carreira Muller:

1 – Para solicitar o acesso é necessário que sejam enviados os dados requisitados no questionário de coleta. As informações recebidas serão analisadas, por parte da Carreira Muller, e o envio destas não acarretará uma liberação automática do acesso.

2 – O prazo de retorno com a confirmação ou declínio do acesso leva até 2 dias úteis.

3 – A forma de comunicação utilizada pela Carreira Muller para informar tudo o que é necessário se faz pelo endereço de e-mail informado no momento do preenchimento do formulário. Portanto, aceitando este termo você também concorda com o recebimento de nossos e-mails. Caso deseje parar de recebê-los há um mecanismo à disposição em cada e-mail disparado.

4 – Não há custo algum para que as empresas selecionadas usufruam desse módulo Free.

5 – Todo o acesso é configurado com base na Razão Social informada pelo solicitante no questionário de coleta. Portanto, se o solicitante deixar a empresa (CNPJ) base cadastrada, o acesso também é desativado.

6 – O informante dos dados se responsabiliza pela veracidade das informações disponibilizadas e pode, a qualquer momento, requisitar a baixa de seu cadastro com a consequente eliminação de todos os dados por ele informados.

7 – Todo o acesso é feito pela nossa plataforma online (www.carreira.com.br) por meio de um login e senha. O login será gerado com base no e-mail corporativo informado nos dados, considerando o tópico 1, e a senha será configurada, pelo próprio solicitante, no primeiro acesso.

8 – O solicitante declara reconhecer que a Carreira Muller é titular exclusiva dos direitos de propriedade intelectual de todo o conteúdo publicado na plataforma. Está ciente que não poderá modificar, transferir, sublicenciar, vender, ou de qualquer forma, colocar à disposição de terceiros, os materiais supra referidos, nem os serviços prestados pela Carreira Muller, a não ser que haja autorização prévia e formal da Carreira Muller, sob pena de responder pelos danos decorrentes dessa conduta.

9 – Considerando a modalidade de oferta desse serviço, a Carreira se resguarda no direito de modificar ou suspender total ou parcialmente tais serviços a qualquer momento, independentemente de notificação prévia.

Solicite seu Diagnóstico

Preencha os campos abaixo para solicitar seu diagnóstico

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Solicite uma demonstração

Preencha os campos abaixo para solicitar sua demonstração

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Fale com um consultor

Será um grande prazer retornar sua solicitação!

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

ConsultaSalarial®

SalaryMark®

Acesse nossas plataformas

Acesse nossa área de cursos

Acesse agora o Astrobee