remuneracao, rh

4 dicas para aplicar conceitos de Marketing na Gestão de Pessoas

Costumo dizer que, nós, como profissionais de Remuneração e Recursos Humanos, temos muito a aprender com as estratégias e processos de Marketing. Sendo assim, neste texto, quero explicar melhor como podemos extrair o máximo de ações como:
  • Experiência do cliente
  • Inteligência de Mercado
  • Pricing
  • Branding

Quando falamos em Marketing e Comercial, percebemos que o foco é atrair e fidelizar clientes, mantendo-os satisfeitos e felizes com o serviço/produto ofertado pela empresa.

Existem diversos processos para que isso seja possível: ferramentas e estratégias para explorar a jornada do cliente, entender o comportamento do consumidor, considerar o posicionamento do produto/serviço no mercado, precificação do produto/serviço, branding – e tudo isso para poder ser o mais assertivo o possível, eliminando possíveis desvios no processo de venda.

Transportar esses conceitos para o RH é totalmente viável e necessário. Veja:

Experiência do Cliente

Hoje, é certamente unânime a discussão a respeito do “sucesso do cliente” e já encontramos áreas e cargos exclusivamente responsáveis por isso.

As empresas querem se aproximar dos clientes para entender o que foi bom, o que foi ruim, o que pode ser melhorado e, além disso, surpreendê-los positivamente.

Como foi o caso da empresa de colchões que, depois de ver uma postagem nas redes sociais que o cachorro de seu cliente tinha destruído um colchão novo, enviou-o um produto novo. Ou aquela Fintech que surpreende na relação “banco x cliente” tornando-a cada vez mais leve e menos burocrática.

Todo esse pensamento faz total sentido para nós, Recursos Humanos, quando pensamos na experiência do colaborador por toda a jornada na empresa, do processo seletivo ao desligamento. Precisamos olhar para os colaboradores como nossos clientes, nos aproximando deles (do Diretor à Operação), para aumentar o engajamento e, consequentemente, agregar valor à marca empregadora.

Inteligência de Mercado

O objetivo da inteligência de mercado é coletar e analisar dados externos, ou seja, tudo que se passa do lado de fora da empresa com o objetivo de orientar decisões estratégicas.

Para crescer, é preciso conhecer muito bem o mercado em que atua e todos os aspectos que podem influenciar o seu produto ou serviço.

Quando olhamos para o contexto de RH e Remuneração, é fundamental compreender muito bem o mercado em que se atua para orientar decisões estratégicas.

Quais benefícios devo oferecer? Como os candidatos percebem a marca da empresa? Eu demoro muito tempo para conseguir contratar alguém? O pacote de Remuneração está coerente com o mercado? Quais são os principais diferenciais no segmento, pensando na experiência do colaborador?

Para responder essas e outras questões, a área de Recursos Humanos pode (e deve) utilizar táticas como benchmarking, análise SWOT e people analytics.

Não tenha medo de pesquisar, de conhecer seu mercado e seu cliente!

Pricing

A área de pricing tem como principal objetivo a pesquisa de preços de mercado e o planejamento de estratégias sobre os custos de produtos e serviços, aumentando a receita e garantindo uma melhor margem sobre os custos. Pricing é um dos 4 P’s do Mix de Marketing (Product, Promotion, Place, Pricing).

Da mesma forma que damos preço a um produto ou serviço no mercado, precisamos dar preço aos cargos da estrutura da empresa. É possível utilizar estratégias para ajudar neste contexto, como a metodologia de pontos ou de Market Pricing.

Entenda por que preferimos o Market Pricing aqui.

Como o custo com pessoas impacta diretamente no lucro da organização, precisamos controlar budget e forecast com folha de pagamento, neste caso é importante saber se o custo com pessoas, em relação ao faturamento, está adequado e aderente à estratégia da empresa, aos concorrentes e às melhores práticas.

Branding

Isso, nada mais é do que a gestão da marca com o objetivo de torná-la mais conhecida, desejada e positiva na mente dos consumidores.

As ações de branding estão, geralmente, relacionadas aos propósitos, valores, à identidade da empresa e ao impacto da marca na sociedade.

Hoje, está muito mais claro para nós que isso também impacta na atração e retenção de talentos, pois desperta o sentimento de orgulho de pertencer e, ao mesmo tempo, o desejo de fazer parte de uma organização.

Este tema deve ser amplamente explorado pelo time de Recursos Humanos, porque, é claro que o Marketing e as ações de Comunicação também têm papel relevante nisso, mas são as atitudes que o RH toma internamente que dão sustentação.

Se a propaganda for muito boa, mas se o colaborador não sentir que as intenções são reais, tudo vai por água abaixo. Isso, sem mencionar que recrutar profissionais aderentes à cultura é a porta de entrada para o início de uma jornada de sucesso.

O RH é uma área fascinante, com muita conectividade!

Veja como poderíamos tratar diversos outros temas do Marketing e até mesmo de outras áreas! Por isso, é importante estarmos atentos a tudo que está acontecendo ao nosso redor.

Renan Veríssimo
Consultor de Remuneração