Report de níveis entre executivos: o que pode e o que não pode?

Considerando a complexidade de uma estrutura de cargos, é natural que surjam algumas dúvidas quando olhamos para níveis executivos. Como funciona o report entre gerentes, diretores, presidentes?

Com a ajuda do Coordenador de Remuneração da Carreira Muller, Felipe Cruz, preparamos esse conteúdo para responder a essas 3 principais questões. 

1ª) É possível um gerente reportar a outro gerente mesmo com um grade diferente?

Sim, mas alguns critérios precisam ser considerados. Antes de tudo, é importante reforçar que é possível uma estrutura ter gerentes de mesmo nível, porém com grades diferentes. 

Vamos supor que você tenha um gerente na área de controladoria e um na área de departamento pessoal. A controladoria tem um peso maior no mercado, o que pode justificar no market pricing um gerente estar em um grade acima do outro.

Só que isso não significa um report direto. Para ter um gerente respondendo a outro gerente, é preciso que na estrutura da empresa haja um nível de gerência sênior. Assim, você não diferencia somente pelo peso da área em que o profissional está alocado, mas também porque tem um “gestor de outros gerentes”.

Nesse caso, é possível ter gerente respondendo para gerente: estarão em níveis diferentes.

E aqui é importante lembrar que grade é diferente de nível. O grade representa cada grupo salarial que fica nas linhas horizontais da tabela salarial. Em um grade você pode ter vários cargos de nível que acabam sendo administrados de uma mesma forma, como um único grupo.

> Para saber mais sobre quantidade de grades salariais, clique aqui.

2ª) Posso ter diretores reportando a outros diretores?

Sim, é possível. Vamos dar uma olhada no estudo de estruturas organizacionais desenvolvido pela Carreira Muller em 2022.

Report de níveis entre executivos: o que pode e o que não pode?

Percebemos que algumas empresas vêm trabalhando com diretoria sênior ou vice-presidência de área, cargos que basicamente estariam em um mesmo nível.

Segue a mesma lógica da gerência: um gerente reporta a um gerente sênior, assim como um diretor reporta a um diretor sênior ou vice-presidente da área. No entanto, há um detalhe importante – e que exige atenção. 

Report de níveis entre executivos: o que pode e o que não pode?

Isso significa que as empresas tendem a trabalhar cada vez mais com menos níveis. No estudo da Carreira Muller, 26% das organizações afirmaram ter eliminado algum nível recentemente. Um dos mais representativos é justamente o diretor sênior (superintendente ou vice-presidente de área) – com 12,73% no gráfico. 

As organizações estão percebendo que somente em estruturas robustas e áreas complexas faz sentido manter esse nível. E aqui também vale se apoiar no racional do Span of Control, índice que ajuda a identificar o número de pessoas que um líder gerencia diariamente.

Se o Span of Control for de 1 para 1, por exemplo (um diretor respondendo para um diretor sênior), a criação desse nível possivelmente não se justifica. O mesmo vale para a gerência. É viável quando um gerente de produção e um gerente de manutenção respondem a um gerente sênior industrial. Agora, se não houver mais de uma área ou cadeira respondendo para um nível acima, a empresa não precisa ter todos os níveis. Tudo vai depender do porte e do tamanho da estrutura.

3ª) Como funciona o report entre “presidentes” de filiais?

É bastante comum haver filiais com posições de diretor-presidente ou gerente-geral em que esse profissional é o head da unidade: todas as áreas respondem a ele e o tratam como presidente. 

Em multinacionais, por exemplo, há filiais em vários países com diretores-presidentes responsáveis por cada planta. É natural que haja confusão das posições, mas o diretor-presidente não está em um nível de presidente. O presidente é quem atua na matriz. 

Então, como devemos chamar o head da filial?

As filiais podem ter estruturas diferentes — a depender do seu porte. O head pode ser um gerente-geral ou um diretor-geral. No entanto, por ser filial, o gerente-geral estará em um nível equivalente ao de gerente sênior, o diretor-geral em um nível equivalente ao de diretor sênior. Ou seja, ambos respondem a um presidente.

Report de níveis entre executivos: o que pode e o que não pode?

Precisa rever a estrutura da sua organização?

Ficou com alguma dúvida com relação ao report entre executivos? Coloque sua pergunta aqui embaixo!

E se você entende que está na hora de rever a estrutura de cargos da sua empresa, fale com um de nossos consultores ou solicite acesso ao estudo de estruturas organizacionais da Carreira Muller. Ele vai te ajudar a entender como o mercado vem se posicionando. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carreira Muller

Somos uma consultoria especialista em gestão de remuneração que, há a quase 3 décadas, trabalha para desenvolver pessoas e negócios.

Acompanhe-nos

Confira também outros artigos

Separamos mais algumas leituras relacionadas com a publicação acima para você
se aprofundar ainda mais nos conteúdos de remuneração.

Solicite seu Diagnóstico

Preencha os campos abaixo para solicitar seu diagnóstico

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Solicite uma demonstração

Preencha os campos abaixo para solicitar sua demonstração

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Fale com um consultor

Será um grande prazer retornar sua solicitação!

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

ConsultaSalarial®

SalaryMark®

Acesse nossas plataformas

Acesse nossa área de cursos

Acesse agora o Astrobee