Programa de Trainee: como é e como deveria ser

Os programas de trainee foram desenvolvidos pelo mercado com objetivo de preparar profissionais recém-formados – ou com formação em andamento para ocuparem uma posição dentro da organização.

Mas, não estamos falando de qualquer cadeira. Esse profissional é treinado e preparado para ocupar uma posição estratégica

Para que tenha uma visão macro do negócio, sem que fique restrito a atividades rotineiras, esse profissional passa por uma série de etapas até o programa se encerrar. Entre elas:

  • Conhecer a cultura da empresa;
  • Visitar filiais; 
  • Entender as atribuições de várias áreas;
  • Ter uma visão ampla do negócio, entre outras.

Felipe Cruz, que é Coordenador de Remuneração da Carreira Muller, nos dá mais detalhes sobre as premissas de um programa de trainee. Uma dúvida bastante comum é: se ele pode ser um profissional com formação ainda em andamento, qual a diferença para o estagiário? Vamos explicar logo abaixo!

Trainee e estagiário: qual a diferença?

Profissionais com formação em andamento podem se tornar tanto trainees quanto estagiários de uma empresa. Mas há diferenças entre as posições que eles vão ocupar e as atividades que irão desempenhar. Podemos dizer que o estagiário começa em um patamar mais de início, enquanto o trainee ocupa um espaço mais à frente da trilha.

> Para  saber mais sobre os programas de estágio, clique aqui.

Essa diferença reverbera no próprio treinamento que eles recebem. O estagiário é preparado para o on the job, que considera atividades rotineiras, de dia a dia. Já o trainee tem um treinamento voltado para a visão estratégica do negócio. Ele vai passar por todas as áreas da empresa: RH, Financeiro, TI, Jurídico, Vendas, Marketing…

Ao conhecer os setores, esse profissional desenvolve um perfil mais estratégico. 

Isso é o que preconiza o conceito do programa de trainee. No entanto, vemos que parte do mercado vem atuando de maneira diferente.

Como o mercado enxerga o trainee hoje?

Muitas empresas atualmente têm interpretado o trainee como um profissional em aprendizado. Em pesquisas realizadas pela Carreira Muller, já nos deparamos inclusive com posições como mecânico-trainee, analistas-trainee, gerente-trainee, entre outras. Ou seja, há confusão entre os níveis de entrada e a nomenclatura.

Com isso, vale reforçar que, se o conceito de trainee remete a um programa, o termo não deve ser usado para nenhuma nomenclatura de cargo. 

Qual a posição ocupada pelo trainee após o término do programa?

Essa é uma pergunta que fizemos para o mercado em nosso estudo de Estagiários e Trainees, realizado em 2023. Confira o resultado no gráfico abaixo:

Os números nos levam para uma discussão importante.

Embora em 29,48% das empresas entrevistadas pela Carreira Muller o trainee ocupe a posição de analista, a nossa recomendação é para que esse profissional esteja em uma posição na qual ele tenha poder de decisão e de impacto para o negócio: que possa colocar em prática os conhecimentos adquiridos durante o programa. 

O recomendável é que o trainee se torne um especialista ou ocupe uma cadeira de gestão.

Sabemos que esse posicionamento pode gerar desconforto ou conflitos, já que o trainee pode se tornar gestor de um profissional que está na empresa há bastante tempo, experiente e eventualmente de uma área técnica. Mas a empresa precisa entender que, a partir do momento no qual se tem um programa de trainee consolidado, é preciso devolver o investimento em resultados para o negócio.

Qual a idade ideal de um trainee?

A idade não é necessariamente um fator relevante. Como o programa de trainee é estratégico para a companhia, a formação importa muito mais que a faixa etária. O importante é definir alguns critérios, como admitir no programa pessoas com até dois anos de formado, por exemplo.

Isso significa que pessoas com 40 anos poderiam se inscrever no programa, desde que tivessem passado no máximo dois anos da colação de grau.

E aqui vale uma informação importante: os programas de trainee são excelentes oportunidades para empresas que buscam um quadro mais diverso e inclusivo, já que esses profissionais serão treinados e formados para ocupar, naturalmente, posições de gestão.

Qual é a remuneração destes profissionais?

Essa pergunta não poderia faltar! 

Na ConsultaSalarial®, ferramenta de pesquisa salarial desenvolvida pela Carreira Muller, trazemos as referências de um trainee no mercado nacional. 

Programa de Trainee: como é e como deveria ser

Como pode ver, essa posição não recebe como um assistente, um estagiário e nem mesmo como um analista júnior. 

A mediana de mercado evidencia o peso que o trainee deve ter nas empresas e quão valioso esse profissional é para a organização. #ficaadica: um programa consolidado pode contribuir com um plano de sucessão de gestores e/ou para mudar a estratégia do negócio com novas ideias.

Se você quer analisar outras informações sobre os programas de trainee, solicite acesso ao Estudo de Estagiários e Trainees da Carreira Muller. Fale conosco! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carreira Muller

Somos uma consultoria especialista em gestão de remuneração que, há a quase 3 décadas, trabalha para desenvolver pessoas e negócios.

Acompanhe-nos

Confira também outros artigos

Separamos mais algumas leituras relacionadas com a publicação acima para você
se aprofundar ainda mais nos conteúdos de remuneração.

Comece o ano com economia no budget: Fevereiro sem imposto

Durante todo o mês de fevereiro os novos contratos fechados terão os valores de impostos revertidos em descontos, podendo chegar em até 15% dos nossos preços atuais de tabela.

ConsultaSalarial®

SalaryMark®

Acesse nossas plataformas

Acesse nossa área de cursos

Acesse agora o Astrobee