Feedback construtivo gera equipes excelentes

Carreira Muller explica mercado de trabalho na Rádio Bandeirantes
24/02/2014
Trainees têm salário médio de R$ 5,5 mil em SP; veja remuneração em 8 regiões
07/03/2014

Ter o bom trabalho reconhecido pelos superiores é o desejo de todo colaborador. Receber um retorno positivo sobre as atividades que desempenha é um motivador para que a melhoria na estratégia e no processo de trabalho continue evoluindo. No entanto, uma pesquisa recente realizada com 2,5 mil pessoas em todo o mundo pela consultoria americana Zenger Folkman revelou que a maioria dos profissionais prefere receber críticas construtivas de seus chefes do que elogios.

A proporção entre os participantes foi da seguinte maneira: 57% preferem os feedbacks corretivos e 43% os elogios. Portanto, a maioria diz optar por receber sugestões de como melhorar o trabalho ou dicas para otimizar os processos de sua rotina diária. Escolher críticas construtivas ao invés de elogios mostra que esses profissionais estão constantemente em busca de melhoria, ou seja, da excelência. Isso não quer dizer que o restante deles seja de preguiçosos e incompetentes, afinal, cada um possui uma forma de se sentir mais motivado.

Ao total, 72% dos participantes do estudo disseram que seu desempenho melhoraria se eles recebessem mais críticas construtivas dos superiores. Isso mostra que o feedback é uma importante ferramenta para a formação de equipes fortes. Nesse cenário, o RH passa a ter um papel de ainda mais destaque dentro da empresa, pois este é o setor que deve orientar os gestores sobre a melhor maneira de dar um feedback que seja positivo e gere resultados futuros.

Ainda de acordo com a pesquisa, de maneira geral, os chefes ainda não se sentem à vontade para realizar críticas. Muitas vezes, dependendo da forma como a conversa é conduzida, o que era para ser um aconselhamento e um retorno sobre os aspectos positivos e negativos do trabalho realizado, acaba tendo uma conotação totalmente negativa. Nesses casos, o efeito é o contrário do desejado, pois o colaborador não se sente valorizado e fica desmotivado. Sendo assim, saber dar bons feedbacks torna-se essencial para os cargos de liderança.

Atualmente, existem ferramentas utilizadas pelo RH que traçam um perfil completo do profissional, facilitando os feedbacks, que podem ser feitos de modo personalizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Assine a nossa newsletter

X