O que fazer para ter a melhor tabela salarial?

Independentemente do setor de operação, quem atua com gestão de pessoas dedica esforços diários em atrair, apoiar e engajar talentos. Por isso, existem alguns indicadores que causam arrepios na espinha. Um deles é a rotatividade.

E o que isso tem a ver com pesquisa e atualização da tabela salarial? Tudo!

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (o DIEESE), a alta rotatividade foi considerada um problema para 40% das empresas brasileiras ainda no ano de 2016. De lá para cá, esses dados não melhoraram. Pelo contrário. Em 2021 houve um crescimento de 80% no índice de turnover real e um dos fatores é a baixa remuneração.

Por mais que o RH queira resolver a situação, não significa que devem ser aplicados ajustes “aleatórios” ou integralmente baseados nos acordos coletivos – falamos sobre esse assunto aqui. Uma pesquisa salarial adequada e disciplinada é o meio mais eficiente para se manter sustentável no mercado.

Por que trabalhar com pesquisas salariais?

Um dos principais motivos para contar com uma pesquisa salarial atualizada é manter sua tabela salarial ativa no mercado, sem correr riscos de perder profissionais internos para outras empresas – inclusive concorrentes. Além disso, sem uma gestão de pesquisa seria muito mais complicado entender como o mercado está performando.

O “olhar para fora da sua empresa” é uma das maneiras mais produtivas de entender sua competitividade. Nos últimos anos, por exemplo, estamos encarando uma alta demanda por profissionais de tecnologia. Se a tabela salarial não está compatível com o que está acontecendo externamente, muito provavelmente você enfrentará problemas no momento de uma nova contratação – ou até mesmo perderá o engajamento interno.

A pesquisa é um norte e dá segurança para a gestão de pessoas.

Pesquisa Salarial bianual, anual ou semestral?

Há empresas que consultam pesquisas salariais a cada dois anos. Porém, diante do contexto econômico que estamos vivenciando e da alta volatilidade do mercado, trabalhar com essa periodicidade pode acarretar em riscos desnecessários para a organização. Além disso, o Brasil é um país historicamente impactado pela inflação, fator que altera a dinâmica salarial.

Você já leu nossa série sobre a inflação?

Mesmo as empresas que operam com pesquisas anuais estão enfrentando dificuldades causadas pela alta demanda por profissionais qualificados. Não há segredo: uma pesquisa salarial desatualizada não é efetiva para a performance geral.

Pense que as pesquisas salariais são como mapas que aglutinam informações necessárias para chegar mais rápido ao local exato e pelo melhor caminho. Assim como o sentido de uma via e a localização de pontos comerciais sofrem variáveis constantes, o mesmo acontece com o mundo dos negócios.

Não estamos dizendo que um mapa válido por dois anos não funcione: pode ser que as mudanças de tráfego apenas desviem um pouco o percurso. Mas para que todas as variáveis sejam consideradas, a recomendação é contar com uma pesquisa salarial anual para atualizar sua tabela salarial. Em alguns casos, até semestrais.

Estou perdendo profissionais. Devo atualizar os salários?

Não é só a baixa remuneração que representa o alto turnover. É preciso entender o porquê da saída desses colaboradores. Afinal, estamos lidando com pessoas e cada uma delas possui particularidades e necessidades diferentes.

Uma boa pesquisa salarial pode ajudar a entender se o seu pacote remuneratório é o ideal, analisando região, segmento e todo o contexto externo.

Além da tabela salarial, é fundamental analisar o pacote de benefícios e de remuneração variável para entender se ambos estão condizentes com o que o mercado está oferecendo. Pode ser que você se dê conta, por exemplo, que sua tabela até está atualizada, mas seu benefício a curto prazo não faz parte do pacote de outras empresas.

Outro ponto importante é não esquecer do clima organizacional. Oferecer planos de carreiras, de crescimento e um ambiente favorável também são elementos a serem analisados no momento da saída do colaborador. Se durante esse estudo você entender que realmente sua tabela ficou para trás, chegou a hora de atualizá-la!

Então, como atualizo minha tabela salarial?

Esse é, definitivamente, um assunto que gera muitas dúvidas e discussões. Basear seu grade salarial apenas no acordo coletivo é um erro muito comum e que deve ser evitado. Isso porque o acordo coletivo é linear, mas o mercado não.

Enquanto os acordos possuem tetos e índice único, o mercado é cambiante e volátil. Não há melhor jeito para atualizar sua tabela do que olhar para uma pesquisa salarial. Mais importante que usar apenas o acordo coletivo para justificar a inclusão de todos os profissionais na tabela de atualização, é entender qual foi a variação salarial – e conectá-la com o mercado.

Com uma pesquisa em mãos, você pode notar, por exemplo, que em 2021 houve uma variação salarial de 3,29% no público de Analistas, frente a um INPC de 10,16% (fonte ConsultaSalarial® Carreira Muller). Essa informação, por si só, já requer uma fonte de dados, mas, ao se aprofundar nos cargos e entender como cada um deles foi alterado, você consegue agrupar melhor as variações e aplicar o reajuste adequado a cada um deles, que poderá ser diferente do índice geral do nível.

Uma pesquisa salarial contém variações capazes de mostrar como está o mercado nacional, regional e por segmento. Você precisa disso para ter o melhor ajuste nos custos operacionais, no que se refere à folha salarial.

E em casos de retração?

Isso pode acontecer em diversos níveis e é importante ressaltar que não significa diminuir salários. Uma vez que a sua tabela esteja caminhando lado a lado com o mercado salarial, a melhor opção é congelar os salários.

Se essa regressão continuar ao longo dos anos, a recomendação é regredir o grupo salarial do cargo em questão – sempre tomando como fonte de informação uma pesquisa salarial, porque mesmo em anos de retração há cargos que podem ter evoluído.

Os índices inflacionários também devem ser consultados quando o assunto é atualização da tabela salarial. No episódio 1 do ConsultAqui explicamos um pouco mais sobre o tema e sobre as outras variáveis que incidem na evolução salarial, já no episódio 2 trouxemos mais detalhes sobre como atualizar sua tabela salarial.


Agora, se você quiser saber como funcionam as pesquisas salariais da Carreira Muller e, mais que isso, ter acesso a elas, fale conosco! Podemos ajudar na atualização da sua tabela.

4 respostas

  1. Boa tarde, meu nome é Telma, sou técnica em enfermagem pela EBSERH, eu preciso da seguinte informação se for possível você me ajudar, com a implantação do PISO DA ENFERMAGEM, como será implantado prá nós que já temos 8 anos de serviço, e quem não progrediu na maior , já ganha o equivalente ao Piso?
    Nesse caso se tiver um concurso agora quem estiver entrando vai ganhar igual a quem já tem 8 anos na empresa? Ou será implantado na inicial da tabela dessa forma respeitando o tempo e ” antiguidade” no PCCS?

  2. Olá Telma! Obrigado pelo seu comentário! O ideal seria você buscar o que diz o sindicato/conselho da sua categoria. Nos documentos que esses Orgãos emitem, costuma ter a orientação dessas regrinhas, ja que elas podem variar até por região. Até mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carreira Muller

Somos uma consultoria especialista em gestão de remuneração que, há a quase 3 décadas, trabalha para desenvolver pessoas e negócios.

Acompanhe-nos

Confira também outros artigos

Separamos mais algumas leituras relacionadas com a publicação acima para você
se aprofundar ainda mais nos conteúdos de remuneração.

Solicite seu Diagnóstico

Preencha os campos abaixo para solicitar seu diagnóstico

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Solicite uma demonstração

Preencha os campos abaixo para solicitar sua demonstração

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Fale com um consultor

Será um grande prazer retornar sua solicitação!

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

ConsultaSalarial®

SalaryMark®

Acesse nossas plataformas

Acesse nossa área de cursos

Acesse agora o Astrobee