Júnior, Pleno ou Sênior? Salário base ou total dinheiro?

Júnior, Pleno ou Sênior? Salário base ou total dinheiro? A gente explica!

Já falamos aqui que pesquisas salariais são excelentes fontes de informação para tomadas de decisões. Por englobarem uma quantidade relevante de dados, formam uma base sólida de referência e permitem às empresas criarem estratégias com confiança. 

Para aqueles que estão começando no mundo da Remuneração, alguns detalhes podem gerar dúvidas. Por isso, temos usado o blog da Carreira Muller para transmitir conhecimento e contribuir com o planejamento. 

Hoje trazemos três pontos interessantes: como identificar as diferenças entre níveis de um cargo, como os resultados são compostos em uma pesquisa e como os benefícios são calculados e somados. Confira! 

Analista júnior, pleno ou sênior?

Fica inviável estabelecer parâmetros de remuneração sem entender as reais diferenças entre os níveis júnior, pleno e sênior. E, por mais que em um primeiro momento a tendência seja analisar a descrição do cargo, essa não é a melhor opção. Isso porque a descrição não varia muito – às vezes nem se altera – e as atribuições também são muito parecidas. O que muda são as exigências, tanto com relação à experiência quanto com relação à formação. 

Para as organizações que possuem uma arquitetura de cargos bem-estabelecida, o documento Quadro-Guia da ConsultaSalarial® é a melhor alternativa para essa análise. Nele, estão definidos o que se espera de um colaborador em cada uma dessas faixas de responsabilidades, bem como as principais características do nível e seus respectivos requisitos. 

De maneira resumida, no caso de um nível júnior, o profissional é orientado sobre quais são as suas atribuições e como elas devem ser executadas. Além disso, é acompanhado por um superior em todo o processo. Já quando subimos para o nível pleno, a expectativa é que o profissional tenha mais autonomia. Ou seja, apenas receba as atividades e já saiba como executá-las. 

Em um nível sênior, as responsabilidades se multiplicam. Ao saber quais são suas atividades, o profissional compreende como colocá-las em prática, quais são os caminhos para ser bem-sucedido na tarefa e como resolver um empecilho que esteja fora do padrão. Por tudo isso, é capaz de exercer uma liderança técnica, servindo de apoio para os cargos pleno e júnior.

Quais elementos compõem os resultados da pesquisa?

Independentemente do nível buscado, os resultados mostrados serão os mesmos: salário-base, total dinheiro e remuneração total. Há diferenças bastante significativas entre eles:

Salário-base

Consta no salário nominal mensal do profissional. Em alguns cargos comerciais, nesse valor também vem incluída uma média mensal de comissões. 

Dica: se você tem dúvidas sobre comissionamento em salários, temos um estudo sobre o tema disponível em nosso canal no YouTube. 

Total dinheiro

Nesse caso, soma-se ao salário-base (e comissões, se for o caso) os incentivos de curto prazo (ICP), como PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e bônus. Geralmente esses valores são anuais, mas, para sua inclusão no total dinheiro, são mensualizados e somados ao salário.

Remuneração Total

Aqui estamos falando de um pacote de remuneração total. Ou seja, o salário-base, os ICP e a quantificação de benefícios: plano médico, odontológico, previdência privada, entre outros.

Como explorar cada um dos elementos

Como pôde ver, há diferenças latentes entre salário-base, total dinheiro e remuneração total, sendo importante explorar cada um deles em momentos diferentes e para análises distintas. Por exemplo, se uma empresa decide investir em um novo benefício, vale a pena analisar, antes, se fica mais barato aumentar o salário-base ou realmente seguir com a intenção de incluir um novo benefício. Dessa forma, a gestão pode decidir se a empresa vai se manter conservadora nos salários e investir em uma estratégia mais agressiva em benefícios.

Normalmente, as empresas tendem a começar suas análises pelo salário-base. E, com ele em mãos, realizar ajustes nas remunerações variáveis e nos benefícios. A nossa sugestão aqui é fazer o caminho contrário. Observe primeiro a remuneração total para entender se a sua empresa está competitiva com os valores oferecidos no mercado. A partir daí, avalie em quais aspectos você está em vantagem ou desvantagem.

Para essa comparação, podemos contribuir com a funcionalidade de ICP disponível no ConsultaSalarial®. Lá, é possível ver características que o mercado está oferecendo – o mesmo pode ser feito para cada um dos benefícios disponíveis. 

E os benefícios? Como são calculados?

Há uma funcionalidade disponível na ConsultaSalarial® que permite analisar a parte qualitativa dos benefícios. No filtro de planos de saúde, por exemplo, você encontrará as características daquilo que é oferecido por percentual de empresas. Também é possível analisar se estamos falando de planos com quarto ou enfermaria, com política de reembolso ou com coparticipação, por exemplo.

Mas, como tudo isso é contabilizado em valores? Obviamente cada empresa paga por um benefício de forma diferente. Aquelas com maior número de funcionários tendem a receber mais desconto das operadoras, pagando menos por um plano de saúde no comparativo com uma empresa menor.

Exploramos mais o assunto na 6ª edição do Consulta Aqui! Confira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carreira Muller

Somos uma consultoria especialista em gestão de remuneração que, há a quase 3 décadas, trabalha para desenvolver pessoas e negócios.

Acompanhe-nos

Confira também outros artigos

Separamos mais algumas leituras relacionadas com a publicação acima para você
se aprofundar ainda mais nos conteúdos de remuneração.

Solicite seu Diagnóstico

Preencha os campos abaixo para solicitar seu diagnóstico

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Solicite uma demonstração

Preencha os campos abaixo para solicitar sua demonstração

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

Fale com um consultor

Será um grande prazer retornar sua solicitação!

Fique tranquilo que seus dados estão seguros conforme nossa política de privacidade, frente a Lei de Proteção de dados.

ConsultaSalarial®

SalaryMark®

Acesse nossas plataformas

Acesse nossa área de cursos

Acesse agora o Astrobee