O futuro é flexível

Nós afirmamos isso com frequência, não somente porque a tecnologia nos oferece mais flexibilidade, mas porque as relações de trabalho estão mudando, ficando mais ágeis e versáteis. O horário flexível é um ótimo exemplo disso!

As empresas praticam?

Informação levantada no estudo de mercado, da Carreira Muller

Essa informação foi levanta em nosso estudo de mercado, publicado em 2020.

Ainda sobre a prática, cerca de 62% das empresas têm políticas de horário flexível ha mais de dois anos.

  • Sim (58,62%)
  • Não (41,38%)

Quais os modelos mais adotados?

Fixo variável
Fixo variável

O colaborador escolhe entre opções de jornadas, que são previamente definidas pela empresa.

Livre
Livre

O colaborador decide livremente qual o horário que vai trabalhar - desde que cumpra a carga horária prevista pela empresa.

Variável
Variável

O colaborador escolhe livremente entre opções de jornadas definidas pela empresa.

Banco de horas
Banco de horas

Também é uma opção apontada pelas empresas pesquisadas.

O estudo completo tem muito mais!

Descubra como é feito o controle de jornada, ocorrências de reclamações trabalhistas e intervalo mais comum para prática de Horário Flexível

Áreas campeãs em flexibilidade

Cerca de 45% das empresas entrevistadas impõem alguma restrição, por área, às práticas de Horário Flexível.

Em geral, as áreas ao lado são as que mais se destacam por poderem flexibilizar o cumprimento das jornadas de trabalho.

O estudo também faz a divisão por níveis. O maior destaque fica com o Coordenadores e Analistas.

Cargos de confiança, como Diretores e Gerentes, podem não se encaixar nesta prática. Temos também um estudo sobre o assunto. Para acessá-lo, preencha esta pesquisa.