ChatGPT no RH: o quanto você sabe sobre o assunto e o quanto precisa saber

Os últimos anos foram de muitos avanços na tecnologia. Quando menos se esperava, aparecia uma ferramenta para reconfigurar a forma de nos relacionarmos com as pessoas e com o mundo. A inteligência artificial (IA) foi uma delas. E, agora, estamos testemunhando a chegada de mais uma inovação: o ChatGPT.

Esse tipo de tecnologia da IA tem suas aplicações para a área de Recursos Humanos (RH). Aliás, machine learning pode ser um dos requisitos do profissional de remuneração do futuro. Nesse conteúdo, vamos falar um pouco mais sobre isso. Acompanhe!

O que é o ChatGPT?

Lançado nos Estados Unidos em 30 de novembro de 2022, o ChatGPT ganhou esse nome por ser a junção entre a palavra chat (de conversa) e GPT (sigla para “Generative Pre-Trained Transformer” – transformador pré-treinado generativo).

É uma ferramenta de aprendizagem profunda, desenvolvida usando redes neurais e machine learning. Um tipo de inteligência artificial alimentada por uma variedade imensa de textos e estilos. Explicando melhor: com o ChatGPT o usuário pode fazer perguntas sobre os mais variados temas e assuntos e obter informações em instantes. Se não gostar das respostas, basta pedir ao chat para revisar e resumir pontos específicos.

A ferramenta já vem sendo usada em diversas áreas e, obviamente, também chegou à área de Gestão de Pessoas. Confira 5 aplicações:

5 aplicações do ChatGPT no RH (e na Remuneração)

Descrição de vagas: os job descriptions são uma das etapas mais importantes de um processo seletivo. A depender dos parâmetros inseridos, a inteligência artificial pode fazer a descrição das vagas, incluindo as principais responsabilidades.

2. Respostas padronizadas para perguntas constantes: perguntas padrão feitas com frequência pelos funcionários podem ser respondidas pelo ChatGPT. Por exemplo: como é a política de diversidade da empresa, as férias, as datas de pagamento e quais são os benefícios. Você pode automatizar essas respostas e dirigir seu tempo para atividades mais estratégicas.

3. Análise de currículos e consulta de palavras-chave: o ChatGPT ajuda a analisar currículos em grande quantidade. Um simples comando permite ter uma lista completa de palavras-chave que ajudam a encontrar características que dão o match com o que a vaga exige/almeja. Essa funcionalidade também ajuda a entender quais palavras-chaves devem constar em uma vaga que será anunciada.

4. Métricas da empresa: os indicadores são essenciais para contribuir com a tomada de decisão. O que o ChatGPT faz é trazer insights para melhorar as métricas do setor.

5. Feedbacks para os candidatos: dar uma devolutiva com relação ao processo seletivo é muito importante para os candidatos e evidencia que a empresa atua com transparência. Mas essa não é uma tarefa fácil – pelo menos, não era! O ChatGPT agora pode automatizar essa tarefa. Basta informar o nome do candidato, a empresa e a vaga pela qual ele concorria.

Citamos 5 aplicações, mas o chatGPT também pode contribuir no desenvolvimento de e-mails e comunicados, na revisão de leis trabalhistas, na elaboração de planos de desenvolvimento, etc.

Só que a ferramenta não entrega o trabalho final: são insights que ajudam o profissional a continuar fazendo sua parte. E sempre é importante contar com uma boa revisão!

Por que você precisa saber sobre o chatGPT

Considere uma vaga para o cargo de Gerente de Remuneração disponível no LinkedIn. Um dos requisitos é possuir mestrado ou doutorado em Ciência da Computação, Machine Learning, Inteligência Artificial ou Estatística.

Mas por que um Gerente de Remuneração precisaria ser especialista nessas áreas? Boa pergunta – mas foi o que a Amazon fez. E mais: ela criou uma nova área: a de Ciência da Remuneração.

Na descrição, diz que o objetivo é, por meio de Machine Learning, construir modelos econômicos e algorítmicos para criar escalas de pagamento (tabelas salariais) para os milhares de funcionários da Amazon.

Como a Amazon é uma líder de mercado e dita tendências não somente na área da tecnologia, mas também na de Recursos Humanos, isso significa que, muito provavelmente, outras empresas do mundo podem rumar para o mesmo caminho.

E se a Estatística sempre esteve presente na Remuneração, agora, aliada à tecnologia, é inevitável que seja utilizada para a construção de modelos de compensação por meio das novas ferramentas criadas com Inteligência Artificial.

O ChatGPT não tem a intenção de substituir um profissional, mas de ser usado para automatizar muitas atividades, lidar com grandes volumes de dados e dar mais celeridade ao trabalho.

Isso significa que, se um profissional souber utilizar a Inteligência Artificial em prol da empresa, provavelmente substituirá um que não sabe.

Se você trabalha com Remuneração e quer se tornar um profissional relevante – agora e no futuro –, vale a pena ficar atento a essa tendência! Essas são as skills do futuro. No 30º episódio do ConsultAqui falamos mais sobre o assunto. Assista aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carreira Muller

Somos uma consultoria especialista em gestão de remuneração que, há a quase 3 décadas, trabalha para desenvolver pessoas e negócios.

Acompanhe-nos

Confira também outros artigos

Separamos mais algumas leituras relacionadas com a publicação acima para você
se aprofundar ainda mais nos conteúdos de remuneração.

Comece o ano com economia no budget: Fevereiro sem imposto

Durante todo o mês de fevereiro os novos contratos fechados terão os valores de impostos revertidos em descontos, podendo chegar em até 15% dos nossos preços atuais de tabela.

ConsultaSalarial®

SalaryMark®

Acesse nossas plataformas

Acesse nossa área de cursos

Acesse agora o Astrobee