pesquisa-salarial

Análise de modelos de liderança e span of control no setor alimentício

No dia a dia de um consultor, estamos habituados a receber dúvidas de nossos clientes sobre como trabalhar sua estrutura organizacional. Um desses questionamentos nos levou a esse suporte, que compartilho com vocês, sobre estrutura de liderança e span of control no segmento alimentício.

Atualizações nas estruturas de liderança

De acordo com a base da ConsultaSalarial®, cerca de 73% das empresas deste ramo possuem uma posição de liderança entre o Operador e o Supervisor, chamada de Líder ou Monitor.

As demais empresas, utilizam apenas o nível de Supervisão, com reporte direto da produção.

Por outro lado, podemos dizer que também é uma tendência desse mercado começar a utilizar a posição de Operador Técnico – um Operador que está apto a realizar pequenos reparos na linha, não sendo necessário acionar a área de Manutenção a todo momento.

Para as empresas que utilizam este modelo, a conservação da cadeira de Líder ou Monitor se torna questionável, porque pode haver sobreposição dos salários. Nestes casos, pode ser mais indicado o reporte direto para a supervisão.

Span of control

Durante o mesmo levantamento, destacamos a seguinte análise:

Na primeira coluna, o mercado mostra que, para cada 26 Operadores, existe um Líder. Na relação Líderes x Supervisores, a proporção é de 4×1. E, por último, a cada 52 Operadores, as empresas costumam contar com um Supervisor.

Diante deste cenário, destacamos uma observação: as companhias que buscam mais qualificação para os profissionais, tendem a aumentar o span of control, já que os colaboradores passam a ter mais conhecimento e autonomia para exercer suas atividades, sem a necessidade da supervisão constante. Colaboradores autossuficientes serão destaque no mercado.

Quer saber mais sobre a definição de span of control? Temos um texto aqui que fala sobre isso.

Felipe Cruz
Consultor de Remuneração