Quem ganha mais: especialistas ou gestores?

O pagamento de variáveis na Copa do Mundo
30/05/2018
Como tratar o mérito no RH
21/06/2018

As trilhas de carreira Y têm ganhado espaço no mercado e, em muitos setores, os especialistas chegam a ter salários compatíveis com o nível gerencial. Ao identificarmos isso, surge também a necessidade de reforçar quem são os profissionais elegíveis a essas posições, além de visualizar, em números, a evolução desse modelo de trilha. Confira:


O especialista da sua empresa consegue escrever um livro inteiro sobre a sua atividade? Ele conseguiria dissertar sobre seu campo de atuação?

Essas perguntas parecem um pouco inusitadas no primeiro momento, mas é esse o questionamento que deve ser feito ao confrontar a necessidade de profissionais com esse perfil na estrutura da empresa.

Um especialista precisa ser alguém que entende muito bem do negócio, que tem capacidade de gerir projetos e atividades com altas demandas técnicas.

Imagine um médico clínico geral. Ele pode entender de muitas coisas, conhecer as diversas partes do corpo humano, mas, ainda que saiba identificar em quais áreas estão as deficiências e para qual profissional encaminhar o paciente, ele não pode ser considerado um especialista, porque não compreende a fundo determinado órgão ou doença. Percebe? O especialista pode até ter um conhecimento geral, mas não basta compreender as partes do processo, é preciso ser referência no assunto.

Quando uma empresa se depara com uma equipe com esse perfil e, ao mesmo tempo, identifica que os profissionais não têm inclinação para cargos de liderança, é preciso considerar a necessidade de se criar uma carreira em Y.

Em definição, esse modelo de trilha de carreira divide o crescimento profissional em dois caminhos, o primeiro focado em liderança e gestão e o segundo voltado aos especialistas em suas áreas de formação. Tudo isso permite que bons profissionais continuem atuando na empresa, mantendo a essência daquilo que fazem de melhor, ao mesmo tempo que oferece às organizações maior flexibilidade para promover e administrar os profissionais de acordo com seus perfis.

Acompanhe abaixo o levantamento que fizemos para destacar o posicionamento financeiro das carreiras em Y, em comparação com os cargos equivalentes na gestão:

 

* Os dados acima consideram a mediana do mercado nacional e foram extraídos da base da ConsultaSalarial®

Receba nossos materiais e publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Assine a nossa newsletter

X