Premiações não-financeiras têm reflexo na motivação das equipes

Aumento de vale refeição chega a 12% em comparação com 2013
21/07/2014
Participação acionária é atrativo para executivos
30/07/2014

As empresas buscam constantemente estratégias eficientes de incentivo de talentos em suas equipes. Por sua vez, os colaboradores querem ser reconhecidos por um trabalho bem feito. Assim, bônus e incentivos não-financeiros são ótimas ferramentas para servir a esses dois propósitos. De modo geral, as vantagens não-financeiras recompensam os profissionais por meio de presentes ou vale-compras em razão de uma boa sugestão dada, melhoria em processos, implantação de projetos ou superação de metas.

De modo geral, esses tipos de premiações ou incentivos são mais comuns em multinacionais e tem o objetivo de incentivar o bom desempenho das equipes, além de inspirar outros colaboradores a darem boas ideias e saírem de sua zona de conforto. Algumas organizações, inclusive, possuem programas formais e com critérios definidos para conceder o incentivo, que faz parte de sua estratégia de remuneração.

“As empresas que possuem essa prática percebem a melhora da autoestima dos funcionários e o aumento da motivação da equipe”, explica o diretor da Carreira Muller, Marco Schanoski.

Ainda de acordo com ele, outra das vantagens é que os incentivos, quando aplicados, usualmente são divulgados internamente e formalmente, o que estimula e melhora ainda mais a autoestima. Assim, todos os colaboradores ficam cientes de que a organização reconhece os esforços por um trabalho bem feito, estimulando o bom desempenho de todos.

Além dos presentes ou vale-compras, muitas empresas também oferecem almoços para o colaborador e um acompanhante, ou então com o presidente da companhia. Os prêmios podem ser variados e de acordo com o orçamento da empresa. Vale ressaltar que é bom que os funcionários beneficiados sejam sempre diferentes. Conceder esse tipo de bonificação para um mesmo colaborador diversas vezes, mesmo que ele mereça, pode ter efeito contrario na motivação da equipe.

Portanto, as premiações não-financeiras são uma ótima ferramenta para os dois lados. No momento de criar as políticas de cargos e salários, é válido pensar neste tipo de ação estratégica. Independentemente do valor que a empresa tem disponível para investir no programa, desenvolvê-lo pode trazer grandes benefícios.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Assine a nossa newsletter

X