O verdadeiro rival das empresas não é a crise

Para o profissional de RH, a palavra de ordem é: movimente-se!
07/06/2016
3 passos para fazer um plano de cargos e salários infalível #SQN
29/06/2016

Hoje, qual o principal empecilho para o crescimento – e até sobrevivência – de grande parte das empresas no nosso país? Apesar de óbvia para muitos, a resposta não é a crise econômica e política que nos assombra. O principal rival continua e sempre continuará sendo a concorrência de outras empresas do seu segmento.

A crise só é o meio ambiente em que todos estão inseridos, por isso ela não pode ser usada como desculpa, afinal nesse jogo está todo mundo jogando no mesmo campo de futebol com a mesma bola e quem vai sair na frente é o que estiver mais preparado.

Vamos refletir juntos: no momento incerto que enfrentamos, quem você acredita que poderá sobreviver, as empresas que melhor se adaptam ao ambiente ou as que nadam contra a maré? Os mais fracos acabam perdendo espaço por conta das suas poucas condições de adaptação, e os mais fortes conseguem crescer, ganhando share de mercado. Assim, a palavra de ordem no mundo dos negócios precisa ser: busque soluções rápidas e criativas para enfrentar a concorrência no campo da crise. Aqui, inteligência e estratégia serão fatores vitais!

Por isso eu acredito que toda crise obriga uma avaliação. Quando é o momento para revisarmos estratégias definidas? Quando é o momento para revisitarmos políticas estabelecidas? O que eu penso é válido? O que eu afirmo é correto? Aquilo que eu faço é usual? Se você já fez essas perguntas está no caminho certo. No entanto, esse tipo de questionamento precisa acontecer constantemente, mesmo em momentos prósperos.

Eis aqui o verdadeiro diferencial competitivo. Mantenha-se perguntando sempre, mesmo quando tudo parece “um mar de rosas”.

O Estudo Crise e Remuneração se baseou em uma pesquisa com 111 empresas que operam em todo o território brasileiro e empregam cerca de 400 mil funcionários, e tornou possível reunir as ações que essas organizações tomaram para suportar as adversidades que tiveram até aqui, além de viabilizar as tendências para os meses que seguirão. Minha expectativa é que essas perspectivas e indicadores que levantamos possam despertar em todos os leitores a capacidade analítica e de questionamento que são fatores elementares para as empresas que querem se manter competitivas e líderes de mercado.

 Emerson Costa é consultor da Carreira Muller e um dos autores do Estudo Crise e Remuneração

Quer ter acesso a um conteúdo que auxiliará suas decisões e definições estratégicas? Solicite o estudo clicando aqui.

 

Carreira Muller | Construindo Sentidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Assine a nossa newsletter

X