Liderança transparente, uma relação entre gestão de propósito e plano de carreira estruturado

Entrevista com Barry Schwartz: por que você trabalha?
15/02/2017
Divulgação de salários: será que a tática serve para seu negócio?
06/03/2017

“Procuram-se homens para trabalho perigoso. Salários baixos, frio rigoroso, longos meses de completa escuridão, perigo constante e retorno duvidoso. Honra e reconhecimento, em caso de sucesso”.


Este teria sido o texto do anúncio veiculado num jornal em Londres, pelo capitão Ernest Shackleton, em 1912, para recrutar a tripulação do Endurance, a caminho do Ártico.

Pelo trecho acima, dá para perceber que autenticidade e transparência faziam parte das características de Shackleton, afinal, ele prometia o que julgava estar ao seu alcance. Essa era uma maneira encontrada por ele para construir confiança, já que as pessoas estão sempre buscando sentido e significado das ações, especialmente naqueles que seguem. Shackleton sabia das limitações de sua expedição e as comunicava sem meias verdades. O resultado desta clareza? Marujos que, a partir do momento que percebiam a consistência do anúncio, se engajavam na missão e tinham uma ótima performance como tripulantes do navio.

Pode até parecer história de “pescador”, mas deu certo! A equipe de 28 homens passou por muitas dificuldades durante a expedição, mas o grupo foi protagonista de uma das histórias mais heroicas de conquista do continente Antártico. Graças à liderança, coragem e experiência de Shackleton, todos sobreviveram. Histórias assim não servem para ficar somente no passado, o pioneirismo do capitão irlandês deve inspirar a liderança nas empresas de hoje. Não que seja uma tarefa fácil. Alinhar vontades, perspectivas e planos pode ser uma grande empreitada.

Então, qual seria o segredo para conseguir ser um líder transparente e harmonizar o relacionamento entre a tripulação e o capitão da corporação?

Uma ótima alternativa é entender quais são as expectativas de seus colaboradores na relação de trabalho, mas sem deixar de lado aquilo que garantirá as condições para sustentabilidade e crescimento de seus negócios. “O líder é peça-chave para assegurar esse alinhamento, devendo construir uma relação saudável, baseada no ganha-ganha, com pleno entendimento do que é oferecido pela empresa e como a equipe pode atingir determinados patamares”, explica Rafael Rodrigues Silva, Gerente de Consultoria da Carreira Muller.

A história da expedição do Endurance reforça esse conceito. Shackleton se preocupou, naturalmente, com as rotas e com a motivação da equipe, mas também deu atenção especial para a escolha de homens, não somente pelas suas atribuições físicas e experiências profissionais, mas principalmente pelas personalidades. A viagem era longa e ele sabia que não bastava ter marujos competentes na prática, era preciso encaixar pessoas com sabedoria nas funções para, só assim, compor um time de sucesso.

A importância da Trilha de Carreira

Segundo Rafael, para que isso seja viável, um passo importante é ter uma estrutura organizacional bem mapeada e com informações dos requisitos necessários para o desenvolvimento e crescimento do profissional dentro dessa estrutura. “Ter uma trilha de carreira atualizada é, comprovadamente, um fator importante de transparência na gestão de equipes. Assim, é decisivo para esse líder contar com um plano de gestão organizacional que tenha uma aplicação real, pois isso traz credibilidade para uma liderança mais transparente e justa, e permite ao colaborador ter as informações para se desenvolver e poder atuar de forma mais direta no que a empresa espera de cada cargo, bem como de suas respectivas ações individuais e coletivas”, garante Rafael.

Ele também reforça que, para a liderança ajudar na construção de sentidos dentro da empresa, também é primordial que cada gestor se dedique na administração das pessoas com o suporte de uma política moderna, atualizada e com profissionais de recursos humanos capazes de serem guardiões desses processos. “Uma gestão eficiente necessita do apoio de diversas frentes, sobretudo na manutenção de uma política de gestão de pessoas bem alinhada e aplicada, tendo como consequência mais transparência na relação entre colaborador e liderança”.

Qual metodologia escolher?

O SalaryMark oferece ferramentas importantes para essa análise e formalização, na medida em que permite a transparência dos processos e adoção de metodologias que são fortes aliadas para as organizações que buscam  recrutar, motivar e reter os talentos. Sua proposta é oferecer uma metodologia adequada à realidade da empresa, com base no entendimento interno de sua estrutura organizacional para que todos os seus cargos possam se conectar com as melhores práticas de mercado, resultando em uma gestão estratégica de cargos e remuneração. “O SalaryMark tem como foco entregar um programa que fortaleça a transparência na visibilidade de carreira, possibilitando ajustes rápidos e constantes na estratégia de gestão para buscar sempre entregas com eficiências elevadas e satisfatórias”, conclui.

Receba nossos materiais e publicações

 

Carreira Muller | Construindo Sentidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Assine a nossa newsletter

X