A Geração Z está de olho no plano de cargos e salários da sua empresa

Checklist: as seis etapas do Plano de Cargos e Salários
09/08/2017
Psicólogo no RH: em dias de maré brava, é ele quem direciona o remo
24/08/2017

Baby boomer, Geração X, Geração Y e agora Geração Z. Você já deve ter ouvido falar de cada uma delas, sobretudo das três primeiras. Com características comportamentais muito específicas, esses grupos refletem a forma de agir, consumir e ainda na troca de experiências no ambiente de trabalho.

Considerando uma escala evolutiva, é possível afirmar que uma das principais diferenças da Geração Z com relação às outras é que ela não conheceu o mundo sem a internet. Nascidos depois de 1995, estes jovens estão começando a entrar no mercado de trabalho, mas enquadrados a uma nova percepção: para eles, os valores e a visão da empresa são fatores mais motivadores do que o salário.

De acordo com o estudo Student’s Career Preferences Survey da KPMG Internacional, realizado com 4165 estudantes de algumas das melhores universidades do mundo, 89% deles consideram importante trabalhar em uma organização que tenha um impacto positivo no mundo e 79% preferem uma empresa com um forte sentido de propósito a ganhar o salário mais elevado possível.

Para as organizações, a chegada desses novos profissionais passa a exigir delas programas ou ações específicas para reter seus talentos.

É verdade que o salário ainda é um quesito importante, mas o desenvolvimento pessoal e profissional são aspectos altamente valorizados por eles. É por isso que adotar um modelo de gestão mais profissional, capaz de administrar esses dois objetivos de vida (propósito + dinheiro), deve ser considerado pelas empresas.

Como um plano de cargos e salários pode te ajudar?

Entender o que move o profissional, o que lhe dá sentido e perspectiva de futuro, deve fazer parte dos desafios de sua empresa. Encontrar o equilíbrio entre compreender quais as expectativas de seus colaboradores na relação de trabalho, e conhecer aquilo que garantirá as condições de crescimento de seus negócios, permitirá que os profissionais conheçam as possibilidades de carreira que terão dentro da empresa e, por outro lado, contribui para que a companhia tenha em mãos ferramentas de gestão eficazes no engajamento de talentos e na rentabilidade do negócio.

Nesse contexto, no qual os jovens profissionais buscam sentido e significado dentro de suas carreiras, poder contar com um Plano de Cargos e Salários é fator importante de transparência na gestão de equipes. O SalaryMark, com a proposta de oferecer uma metodologia adequada à realidade da empresa por meio do entendimento de sua estrutura, possibilita uma gestão estratégica de cargos e remuneração.

Conhecidos por serem dinâmicos, críticos e exigentes, os jovens da Geração Z não gostam de hierarquias, mas têm necessidade em saber onde estão e até onde poderão ir. Uma das soluções do SalaryMark é justamente a de criar sentido a todos os colaboradores da companhia.

Absorver esse novo perfil profissional é um grande desafio para as organizações, que precisam estar atentas e ter flexibilidade em suas práticas para melhorar o engajamento interno e reter os talentos.

Receba nossos materiais e publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Assine a nossa newsletter

X