Descrição de cargos, por onde começar?

Indicadores de RH: melhore sua gestão com dados atualizados
15/03/2017
Empregados com as mesmas funções podem ter salários diferentes?
28/03/2017

Você sabia que um Plano de Cargos e Salários auxilia em vários processos e traz benefícios essenciais à sobrevivência de uma empresa? Pois é, quando essa estratégia está bem definida, a gestão fica muito mais assertiva – e a descrição de cargos é parte fundamental nesse processo. Apesar de todo o plano não se basear na especificação de funções, assim como acontece nas antigas metodologias por pontos, a descrição é importante para entender e planejar todo o esqueleto interno da organização – tendo sempre a arquitetura de cargos como referência, para que o detalhamento seja focado nas funções e não nas pessoas.

A ferramenta de descrição de cargos também serve como base para o aprimoramento e desenvolvimento de outros processos como:

  • Avaliação de cargos;
  • Plano de Carreira;
  • Autoavaliação;
  • Escopo de objetivos e metas para cargos gerenciais.

Descrição de Cargos na prática

Muitas vezes, encontramos numa empresa, funcionários classificados como Operadores I, II e III que, apesar de se encaixarem em diferentes níveis, exercem funções equivalentes. O que os diferencia é, basicamente, o salário e a nomenclatura de cargos. Esse tipo de situação é conhecida como “paradigma salarial” e, no dia a dia, pode parecer algo inofensivo, mas se transforma rapidamente em dor de cabeça.

Suponhamos que o Operador I seja demitido e entre com uma ação judicial contra a empresa, alegando que recebia menos que seus colegas de trabalho, apesar de desempenhar as mesmas funções. Como evitar problemas assim? A descrição de cargos é sua aliada!

Para Vanessa Ferraz da Silva, Consultora de Remuneração da Carreira Muller, as descrições de cargos são importantes por muitos outros motivos. “Além de auxiliar o RH no escopo das entrevistas, nas avaliações de desempenho e programas de treinamento, é um importante documento para as auditorias, oferecendo também informações suficientes para a realização de uma pesquisa salarial”, explica.

Gestão salarial é responsabilidade de todos

É de extrema importância que o presidente, os diretores e os gerentes das empresas participem e estejam de acordo com o Plano de Cargos e Salários. Em outras palavras, é preciso ter consciência de que a eficácia do plano depende diretamente da aplicação de todos os gestores nas análises e implantações para reforçar, cada vez mais, a sua credibilidade. Assim, cabe ao RH estruturá-lo, mas se não for aplicado de forma coerente pelos gestores, ele dificilmente será algo perene.

Em resumo, a boa gestão salarial possui dois pilares fundamentais: o Equilíbrio Interno (garantia de uma adequada harmonia interna dos cargos e salários) e o Equilíbrio Externo (prover a equiparação de cargos e salários com o mercado). E é importante que sejam realizadas revisões anuais nas descrições, principalmente em áreas onde ocorrem mudanças de estrutura. Além disso, é preciso descrever o cargo, não o empregado, focando a descrição na estrutura dos cargos e suas responsabilidades, não nas pessoas que ocupam as posições.

 

Quer entender mais sobre o assunto?

Inscreva-se no nosso curso de Descrição de Cargos

Quando: 27 de abril

Onde: Hotel Mercure Campinas – Avenida Aquidaban, 400 – Centro – Acesso pela Av. Francisco Glicério, Campinas.

Horário: 08h30 às 17h

Inscrição: comercial@carreira.com.br

Para mais informações, clique aqui.
Clique aqui para mais informações

Receba nossos materiais e publicações

 

Carreira Muller | Construindo Sentidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Assine a nossa newsletter

X