O que considerar no momento de construir um programa de ICP

Estudo Práticas de Estacionamento para Funcionários
23/06/2017
Estudo Home Office
24/06/2017

Está em busca de um programa de variáveis eficiente? Ajuste o foco!

Já ouviu falar em Alfie Kohn? Ele é um autor e palestrante norte-americano, especialista em educação e comportamento humano. Uma de suas obras de mais sucesso é o livro “Punidos pelas recompensas”, lançado em 1993.

Em seu livro, Alfie reforça que, em diversos setores da nossa sociedade, somos punidos e punimos com prêmios e gratificações. O autor defende ainda, que toda forma de recompensa – seja por meio de planos de incentivos ou elogios – são opções de suborno e manipulação.

Diante de publicações como essa, somos levados a refletir sobre o impacto desse tipo de pensamento e sobre a construção de sentidos dentro da empresa em que trabalhamos.

Mas, por que ao falar do nosso estudo de Remuneração Variável, citamos Alfie Kohn? Simplesmente para contrariá-lo e te convencer de que os números e o dinheiro devem mesmo estar no centro de toda motivação? De jeito nenhum!

Debater sobre esse tipo de assunto nos ajuda a entender melhor como a construção de sentido é fundamental para toda criação de estratégia organizacional. O autor norte-americano condena a oferta de dinheiro (ou qualquer outro tipo de recompensa) como simples alternativa para a motivação de uma equipe – e nós também!

O dinheiro não pode ser o objetivo final de nenhum plano de remuneração ou pacote de incentivos. Ele é um meio.

Imagine que a parede de uma catedral precise ser construída em três semanas. Contrata-se, então, um time de construtores sob a seguinte condição: se a parede for feita em duas semanas, cada trabalhador receberá uma recompensa. Se um pedreiro não assentar direito uma fileira de tijolos,  ele pode ficar em xeque: retiro e arrumo de novo ou sigo em frente somente para bater a meta?

Eis o que um programa eficiente diria: a meta individual é construir em até dua semanas, mas a meta global é que o projeto seja sustentável e, sendo assim, uma parede mal construída compromete o projeto todo.

Se a recompensa está carregada de sentidos, o trabalhador derrubará a parte errada e começará tudo de novo, mas se o variável tem como foco somente o dinheiro, ele não se importará com o risco de a catedral despencar um dia.


TEMAS ABORDADOS:

  • Incentivos de curto prazo – PLR | Bônus
  • A ciência explica por que precisamos de ICP
  • Entendendo a essência de um plano de ICP
  • Três formas de enxergar os planos
  • Modelo I – O dinheiro como fim
  • Modelo II – O dinheiro como meio
  • Modelo III – Criando um hábito
  • Quando o propósito faz toda a diferença
  • A curva do sentido
  • Opinião do especialista

 

Essa publicação faz parte do nosso pacote de estudos da Reforma Trabalhista, que inclui também o estudo de Home Office, Plano de Cargos e Salários e Horas extras.

Os materiais contam com a participação do advogado trabalhista empresarial, Mestre e Doutor em Direito do Trabalho pela USP, Reinaldo de Francisco Fernandes. A visão desse profissional é importante para te ajudar a interpretar e compreender as alterações de lei em sua essência, com enfoque em questões importantes para o RH.

Clique aqui para saber mais sobre o pacote da Reforma Trabalhista

 

INVESTIMENTO:

Avulso: R$ 960,00

Pacote Reforma Trabalhista: R$ 1.900,00

*Gratuito para Clientes ConsultaSalarial®PLUS

Solicite uma proposta

Vendas: 19 3825 9128 ou envie um e-mail para pesquisa@carreira.com.br

Carreira Muller | Construindo Sentidos



Assine a nossa newsletter

X